quinta-feira, 21 de julho de 2016

Poesia nas escolas da Cidade de Deus

Começaram dia 14 de junho as oficinas de poesia do projeto Poesia de Esquina nas Escolas que tem apoio do Instituto Rio em três colégios da Cidade de Deus. Nas duas primeiras escolas, Alberto Rangel e Juliano Moreira, Jovens do 7 ao 9 ano do ensino fundamental estão aprendendo e aprimorando o talento com a escrita.
No dia 5 de julho, no nosso terceiro encontro recebemos o Raper Hibrido, o artista que além de morar do Cidade de Deus estudou em uma das escolas. Em sua fala ele contou um pouco sobre a história do hip hop, abordou questões como racismo e a diferença entre rap e poesia. No final da palestra os alunos puderam escrever na forma de letra de música ou poesia um pouco sobre a realidade que vivem.
As oficinas de escrita orientada pela poeta e produtora cultural Viviane de Salles, fundadora do Poesia de Esquina, misturam preferências dos jovens com textos e autores ainda desconhecidos para maioria. Assim, são poesias escritas a partir de letra de funk, músicas românticas e fotografia. Mesmo tímidos e até assustados com o desafio de escrever, a cada encontro os alunos vão se encorajando mais, fazendo da poesia uma possibilidade de expressão.
Os encontros acontecem sempre no contra turno escolar, aparecendo como uma atividade que ao mesmo tempo que complementa aulas como torna um diferencial na rotina dos estudantes. Por serem na sala de leitura, as oficinas fazem com que o local não só de leitura ou passagem para empréstimo de livros mas também um local de criação, transformando o espaço escolar.

A cada texto escrito pelos jovens poetas é uma página a mais no livro artesanal que eles irão produzir no quinto e último encontro. Assim, além de se aproximar em do universo da criação literária, irão ter uma lembrança para mostrar aos familiares, amigos e futuros fãs.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário