segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

2ª Edição do Prêmio Geraldo Jordão Pereira

"No dia 27 de outubro, o Instituto Rio realizou a cerimônia de entrega da segunda edição do prêmio Geraldo Jordão Pereira, na Biblioteca Parque, no Centro da cidade. O diretor presidente do Instituto Rio, Marcos Pereira da Veiga, anunciou o resultado da premiação que beneficiou 10 iniciativas inovadoras nas áreas de Cultura, Educação e Desenvolvimento Comunitário da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ao todo, foram distribuídos R$ 115 mil reais. Participaram ainda do evento a diretora executiva do Instituto Rio Graciela Hopstein e Regina da Veiga Pereira, que encerrou o evento fazendo um reconhecimento especial às organizações premiadas e uma homenagem a Geraldo Jordão Pereira. "

A equipe da Web Rádio através do projeto A Voz da Rede que foi apoiado pelo Instituto Rio em 2015 esteve no evento e fez uma pequena entrevista sobre o mesmo.
Ouça abaixo:

http://www.spreaker.com/user/7881491/premio-geraldo-jordao-pereira-2015




quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Associação Raízes de Gericinó é vencedora do Primeiro lugar do prêmio Geraldo Jordão Pereira


A Associação Raízes de Gericinó promove a inclusão social através da cultura popular do Bumba Meu Boi maranhense na comunidade do Catiri no bairro de Bangú, Rio de Janeiro.


Associação foi premiada pelo projeto “Bumba Meu Boi Estrela de Gericinó” com o objetivo de promover o desenvolvimento humano e local através da cultura popular brasileira, valorização da diversidade cultural, tradições como artesanato, corte e costura, leituras tradicionais e coreografias. A associação é palco para eventos, trocas e oficinas culturais, abordando também temas como história e cultura negra, dieitos humanos e valorização da diversidade religiosa.

Oficina de Costura com Mestra Rosa – 2014
Foto: Divulgação
Para Auricélia Mercês, fundadora da associação, o resgate histórico das raízes dos povos nordestinos que hoje vivem no Rio de Janeiro é parte importante do processo de elevação da auto-estima e transformação proposto pelo projeto "Nosso projeto trabalha com a cultura popular do Bumba Meu Boi. Nós somos Maranhenses, trazemos as raízes do Maranhão, a nossa história viva de nossas memórias para o Rio de Janeiro, no bairro de Bangú, Catiri"

Para ela, recuperar as memórias desses nordestinos, que veem para cá em busca de melhores condições de vida contribui com a riqueza cultural e o desenvolvimento social da cidade "Um dos nossos desafios é reacender essa questão da cultura popular que está se perdendo dentro do Rio de Janeiro".

Apresentação do grupo de Bumba Meu Boi infantil na Festa da Primavera - 2015.
Foto: Amanda Palma - Divulgação

Além da Associação, o Prêmio Geraldo Jordão Pereira ainda premiou outros 9 projetos contemplando iniciativas inovadoras nas área de cultura, educação e desenvolvimento comunitário na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. O processo de seleção bateu recorde de inscrições, tendo sido inscritos 66 projetos. Dada a qualidade dos projetos recebidos, o Instituto Rio decidiu aumentar o valor da premiação para que todos os finalistas pudessem receber um apoio em recursos financeiros. Ao todo foram premiadas 10 iniciativas, com o valor total de R$115 mil reais, em cerimônia ocorrida no dia 27 de outubro de 2015.

Para Auricélia, que foi premiada com o valor R$20 mil, o prêmio vem para dar um novo olhar para a Zona Oeste, na medida que auxilia que as instituições, coletivos e iniciativas cresçam concretamente e que as pessoas que dedicam suas vias à estas causas possam sentir que seu importante trabalho é valorizado, permitindo que a associação e todas as outras premiadas deem continuidade a seus projetos "O prêmio Geraldo Jordão é sim um apoio para a zona Oeste, pois esta região representa mais da metade da população do Rio de Janeiro e está esquecida”, comenta ela.

Auricélia conclui com uma chamada, para todas as instituicões e coletivos que como ela, buscam fazer a diferença na realidade social: "Não parem de sonhar. Continuem sonhando e acreditando, pois o que parece uma utopia pode se tornar realidade"

Parabéns Auricélia e Associação Raízes de Gericinó pela vitória!  

Auricélia Mercês, fundadora da Associação Raízes de Gericinó.
Foto: Divulgação