segunda-feira, 6 de julho de 2015

Instituto Rio recebe a visita da Global Fund for Community Foundations


Dia 1o de julho o Instituto Rio recebeu a visita da Ávila Kilmurray, Diretora da Global Fund for Community Foundations (GFCF), que visitou dois (2) dos 12 projetos apoiados pelo Instituto Rio no ano de 2015, no contexto da Universidade Comunitária da Zona Oeste.

Na parte da manhã, a visita foi no Coletivo Mulheres de Pedra,  espaço onde são desenvolvidas as oficinas do projeto SOLIDARTE. Neste dia, cerca de 20 adolescentes participavam da oficina de poesia abordando a temática das Mulheres Negras Brasileiras, em preparação para a data que homenageia as mulheres negras latinas e caribenhas, comemorado no dia 25 de julho, quando também se realizará o evento VIVAS – Vivência Interação e Visibilidade de Afro-Brasileiras. Ao longo da visita, Avila Kilmurray, conversou com Leila e Livia Vidal, coordenadoras do projeto apoiado.  

Na parte da tarde, a visita foi na Associação Cultural do Camorim (ACUCA), em Jacarepaguá, comunidade quilombola (oficialmente reconhecida)  onde é desenvolvido pelo segundo ano consecutivo o projeto “Guias da Natureza”. Na conversa com os coordenadores do projeto, Alexandre Pessanha e Adilson de Oliveira, Ávila teve a oportunidade de conhecer mais sobre a história do local, a importância de disseminar esta história para os moradores da região, visando a preservação tanto da comunidade, quanto do Parque da Pedra Branca. Esta troca também contou com a participação dos “Guias da Natureza” formados através das oficinas oferecidas pela ACUCA. João Vítor Braun, Rodrigo Mendonça Varela e Renan Neves Monteiro de Albuquerque enfatizaram a importância do projeto na vida de cada por conhecer mais a história do país através do próprio território onde vivem e o estímulo para a vida profissional.

Na avaliação da Ávila  ambas as organizações estão realizando projetos com alto potencial de impacto em termos da riqueza cultural e de ações afirmativas, contribuindo para a formação da juventude local. Dentro desta perspectiva, o que chamou mais a atenção da diretora foi o cuidado dessas organizações comunitárias em assegurar a sustentabilidade das iniciativas que desenvolvem: em Mulheres de Pedra, através do engajamento e comprometimento com as causas das mulheres afro-brasileiras; e na ACUCA, através dos guias ecológicos formados também como multiplicadores do projeto.

O Instituto Rio agradece imensamente a visita da GFCF e a receptividade das Mulheres de Pedra e ACUCA.

Para conhecer mais sobre os projetos visitados, clique aqui.

Para conhecer mais sobre a Global Fund for Community Foundations, clique aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário