quinta-feira, 25 de junho de 2015

Programação do mês de Julho 2015

No primeiro (1o) dia do mês de julho de 2015, o Instituto Rio lança o regulamento da 2a edição do Prêmio Geraldo Jordão Pereira (GJP) que terá como foco as áreas de Educação, Cultura e Desenvolvimento Comunitário premiando sete (7) projetos, em três categorias (um em primeiro lugar; três em segundo lugar; e três em terceiro lugar) doando um total de  R$80.000,00 (oitenta mil reais). Este regulamento estará disponível no site institucional do Instituto Rio (www.institutorio.org.br) e aberto para inscrições até o dia 31 de agosto de 2015. Os vencedores serão conhecidos no dia 27 de outubro deste ano.

No segundo dia do mês, o Centro Cultural A História que eu Conto (CCHC) oferece para toda a rede da Universidade Comunitária da Zona Oeste um dia inteiro dedicado à vivência e aprendizado sobre a “Cultura de Paz”, através do Seminário “A ARTE DE VIVER EM PAZ”, desenvolvido pela Universidade Internacional da Paz do Rio de Janeiro, parceiros do CCHC. Esta metodologia que será compartilhada com toda a rede foi desenvolvida pelo Professor Pierre Weil e premiada pela UNESCO. O seminário acontece de 8:30hs às 18:00hs, na Rua Paulino Fernandes no. 3 – Botafogo.

No primeiro sábado do mês, dia 4 de julho, será o dia de celebrar a cultura popular e as tradições do Bumba meu boi maranhense. É o dia do “Arraiá Flor da Roça”, organizado pela Associação Raízes de Gericinó, uma organização familiar dedicada à preservação da memória e cultura popular maranhenses. Durante o Arraiá haverá a apresentação do “Bumba Meu Boi Estrela de Gericinó”, projeto desenvolvido com a comunidade onde todas as roupas e acessórios foram produzidos ao longo das oficinas de artesanato e corte e costura, além das oficinas de dança típica e capoeira. É um evento comunitário onde todos são convidados a levar um prato típico para compartilhar com os participantes da festa, que começa a partir das 20:00hs e é aberta ao público, na Estrada do Gericinó, no. 80 - Bangu.

No dia 10 de julho, dentro da programação do Encontro Internacional da Rede de Fundos Independentes para a Justiça Social, haverá uma atividade aberta ao público quando o tema “Filantropia de justiça social: inovações e transformações” será abordado, durante a manhã, com a participação de representantes de organizações internacionais e nacionais, como Philanthropy for Social Justice and Peace, Fundo Brasil de Direitos Humanos, Fundo Elas, Philanthropies for Racial Equity, Fundação Ford, GIFE e Fundação Kellog. Na parte da tarde, o foco será dado às “Fundações Comunitárias: uma forma de fazer filantropia”, com a participação de Graciela Hopstein, diretora executiva do Instituto Rio, primeira Fundação Comunitária do Brasil, fazendo parte da mesa de diálogo que contará também com a representante da Global Fund for Community Foundations e os demais gestores das Fundações Comunitárias existentes atualmente no Brasil: Instituto Baixada, ICOM e Taboa.  Este dia de atividade iniciará às 9:00hs na FIRJAN, na Av. Graça Aranha no. 1 – Centro e terminará às 16:30hs.

Para finalizar o mês, no dia 25 de julho, o Coletivo Mulheres de Pedra realiza o VIVAS – Vivência interação visibilidades afro-brasileiras, evento que celebra o Dia da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha que contará com diversas atividades, como dança, exposição, mostra de curtas, debate, mulheres homenageadas, almoço e sarau. Este é um evento aberto ao público que acontecerá de 10:00hs às 22:00hs, no Atelier Massa com Arte, que fica localizado na Rua Saião Lobato no. 138 – Pedra de Guaratiba.

Para acompanhar as notícias do Instituto Rio e da Universidade Comunitária da Zona Oeste, acessem nossos canais de informação e comunicação:


CURTA A NOSSA PÁGINA!


Blog e Agenda Comunitária da Universidade Comunitária da Zona Oeste: http://www.universidadecomunitariazo.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário