segunda-feira, 20 de abril de 2015

Construção de uma agenda comum para a Zona Oeste é o foco de parceria com o Instituto Rio

Fonte: http://casafluminense.org.br/construcao-de-uma-agenda-comum-para-a-zona-oeste-e-o-foco-de-parceria-com-o-instituto-rio/




A Casa Fluminense acaba de estabelecer parceria com a Universidade Comunitária da Zona Oeste, iniciativa do Instituto Rio, para a construção de uma agenda comum para a região, uma das mais populosas e carentes da capital fluminense.
A Universidade Comunitária busca promover a construção de um espaço aberto e democrático de acesso e produção de conhecimento. A partir da instalação de dinâmicas de trabalho cooperativo, alinhado com as inovações tecnológicas, políticas e sociais, o objetivo é acelerar o desenvolvimento social da Zona Oeste.
“Vamos com o espírito de aprender, mas também de colaborar na construção de uma agenda”, afirma Henrique Silveira, coordenador-executivo da Casa Fluminense. “É uma oportunidade de aumentar a interlocução com a sociedade civil, encontrar novas organizações na região e ampliar a discussão de políticas públicas na Zona Oeste”, complementa.
Para a diretora executiva do Instituto Rio, Graciela Hopstein, a população se engaja em iniciativas individuais no território, mas os processos ainda carecem de divulgação. A ação em conjunto agregaria na busca pelos objetivos. “A Universidade Comunitária age no sentido inverso disso. Tudo é compartilhado e a ideia é que os projetos, cada vez mais, falem entre si, troquem, se misturem, façam juntos”, explica.
O diálogo entre as instituições começou na caminhada para o 4º Fórum Rio, realizado no bairro de Senador Camará, no último dia 21 de março. “Queríamos encontrar parceiros no território. Então, entramos em contato com a Graciela para apresentar nosso trabalho e conhecer o do Instituto Rio”, explica Henrique. “Sabíamos que era uma iniciativa interessante, com troca de conhecimento. Os encontros só reforçaram o que tínhamos em comum”, complementa. Novas reuniões estão marcadas entre as duas organizações para alinhamento de propostas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário