quinta-feira, 5 de março de 2015



Cidadania em Rede


Entre os dias 17 e 19 de março, o Instituto Rio irá realizar uma atividade de formação com os 12 projetos aprovados na Seleção Anual de Projetos de 2015 que tem como objetivo fomentar, fortalecer e articular iniciativas que promovam o desenvolvimento comunitário da Zona Oeste do Rio de Janeiro.
O processo seletivo, que contou com a participação de 58 inscritos, tem a finalidade de apoiar pequenas e médias organizações e grupos da sociedade civil a executar projetos e iniciativas que promovam o desenvolvimento social do Território. Além de descobrir e despertar vocações locais, desenvolver potencialidades específicas e fomentar o intercâmbio, a criação de parcerias e redes formais e informais com entidades do setor público, da sociedade civil e da iniciativa privada.
O diferencial do edital deste ano é que as iniciativas que foram selecionadas estão integradas à Universidade Comunitária da Zona Oeste, que consiste em um guarda-chuva de iniciativas, uma rede de redes coordenada pelo Instituto Rio, integrada pela Rede de Parceiros – instituições do poder público, da sociedade civil e da iniciativa privada que atuam na região da zona oeste.
Os projetos contemplados pelo edital receberam uma quantia no valor de R$ 20 mil para desenvolverem ações voltadas para cultura, comunicação alternativa, meio ambiente, gênero, raça, entre outros. O que todos os projetos tinham em comum era o desejo de transformar a realidade onde vivem, com trabalho, formação educativa e transformação social.
Abaixo está uma lista dos 12 aprovados e um pequeno resumo de suas atividades e ações:

1. Associação Cultural do Camorim/ACUCA: Desenvolvimento socioambiental, cultura afrobrasileira e geração de trabalho e renda. 
2. Associação Raízes de Gericinó: Cultura popular, educação, cidadania, turismo comunitário.
3. Associação Semente da Vida da Cidade de Deus: Cultura, cidadania, comunicação comunitária e inclusão digital.
4. Centro Cultural a Historia que eu Conto/ CCHC: Arte, cultura e direitos humanos.
5. Cooperativa de Dinamizadores de Arte e Cultura do Estado do Rio de Janeiro/Casa da Rua do Amor: Economia criativa e solidária, geração de trabalho e renda, cultura e desenvolvimento comunitário.
6. Grupo Cultural Vozes da África: Arte, cultura afro-brasileira e audiovisual.
7. Instituto Projetar Brasil: Direitos sexuais e reprodutivos, saúde e educação.
8. Instituto Santa Cruz de Esportes: Cultura, esporte, lazer e cidadania.
9. Mulheres de Pedra: Economia solidária, geração de trabalho e renda, educação.
10. Oficina de Criação e Capacitação Artística – OCCA: Cultura, artes cênicas e cidadania.
11. Poesia de Esquina: Cultura, literatura, educação, hip hop e audiovisual.
12. Rede Cidade de Deus de Economia Solidária: Arte e cultura.



Para saber mais sobre esta e outras histórias, clique aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário