sexta-feira, 28 de novembro de 2014

I Seminário Mãos que Tecem a Rede

No próximo dia 3 de dezembro, a organização Mãos que Tecem a Rede estará realizando seu primeiro seminário temático na Zona Oeste, onde apresentará algumas experiências inovadoras nas áreas de saúde, geração de trabalho e renda.

O Seminário contará também com a presença da Superintendência de Saúde Mental, UNISUAM, Instituto Rio e o CAPs Profeta Gentileza.

A programação e os detalhes do evento seguem no material de divulgação que encontra-se no link abaixo:



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

V Fórum do Terceiro Setor e Lideranças Sociais da Zona Oeste

Amanhã (27/11), o Instituto Rio participará do V Fórum do Terceiro Setor e Lideranças Sociais da Zona Oeste, que ocorrerá na UNISUAM de Campo Grande.

O evento tem por objetivo debater a importância da regularização das ONGs e todos os desafios referentes ao processo de formalização e aquisição de financiamento.

Mais detalhes no material abaixo:



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Com o objetivo de atender consultas e possíveis dúvidas com relação ao nosso edital 2015 e promover a 
divulgação para novas organizações e coletivos da Zona Oeste, será realizada a segunda reunião 
de sensibilização quanto ao Edital 2015 de Apoio do Instituto Rio. 

Aproveitamos para pedir aos membros de nossa rede que auxiliem na divulgação de nosso edital de apoio
2015 e que estejam informando a demais organizações da última reunião de sensibilização que realizaremos.

Segue abaixo o local da reunião, data e mapa de acesso:

Cidade de Deus, Jacarepaguá - Paróquia Anglicana Cristo Rei. 
Quarta feira 26/11/14 de 14h às 16h - Avenida Edgard Werneck, 1605


domingo, 9 de novembro de 2014

  O que é a Universidade Comunitária da Zona Oeste?

É  a reunião de espaços representativos da sociedade. Representa a união de iniciativas sociais

Valoriza saberes de cada um dos membros. A sua vocação é tornar o conhecimento acessível.

É  ter paixão pela causa.

Significa reunião e colaborar com as próprias experiências.

A UC é coletiva, é um processo de construção permanente, é “incomodação”, é vivencia. Implica a construção coletiva de um novo paradigma para se pensar em movimento social. Tem perguntas que devem se fazer sempre: para quem? para que?

A UC é expansão. É uma grande teia onde todos podem contribuir com seus conhecimentos.

Significa aprender, trocar e compartilhar as dificuldades e as experiências de cada um, criar articulações. Buscar novos saberes.

Sistematização de saberes e conhecimentos práticos: “Se o colega já faz bem feito, por que não contribuir com o conhecimento?”

É um espaço de oportunidades, um espaço democrático e comunitário.

Renovação o dos aprendizados de todos os dias.



Como podemos contribuir e receber contribuições da rede?

Através da troca de conhecimentos e saberes. O compartilhamento de ideias como mecanismo de contribuição coletiva.

Experimentando a prática do fortalecimento do protagonismo “do outro”, estando todos os membros da rede de braços abertos para acolher novos indivíduos e organizações.

Fomento no fortalecimento da rede por intermédio da intensa troca de experiências obtidas por cada um, fazendo do espaço um ambiente plural e rico em densidade de ações já desenvolvidas.

Realizando eventos de fomento e capacitação coletiva onde as trocas possam ser facilitadas e dinamizadas.
Incentivando a discussão de metodologias de ação da Universidade Comunitária, com o objetivo de criar uma identidade comum.

Colaborando no desenvolvimento de uma formação continuada entre os membros da rede no que se refere a gestão de projetos sociais comunitários.

Mantendo comunicação contínua com os demais membros da rede, visando a realização de ações frequentes em parceria entre os diversos atores.